>
 

Gloriosa Esperan├ža

 

            "Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que o nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas." (II Coríntios 4:16-18)

            O ser humano pode chegar a possuir certas coisas que para ele tem muito valor. Provavelmente o que o pobre possui seria desprezado pelo rico, pois seu poder de aquisição é elevado demais para apreciar as posses de um pobre. Muitos têm sonhos de adquirir coisas que fora algum milagre jamais poderão adquirir, pois são totalmente fora do seu alcance financeiro. Na verdade, o valor de alguma posse não pode ser calculada apenas pelo preço de compra, todavia, no valor que a pessoa coloca nela. O que para o pobre tem grande valor, o rico consideraria como uma quinquilharia para ser logo descartada.

            Ouvi uma história triste de uma mulher que veio de uma vida de pobreza para poder finalmente alcançar um nível financeiro mais confortável. Ela sempre gostava muito de louça bonita e ao longo de alguns anos adquiriu vários jogos que eram preciosos para ela. Ela veio a falecer com uma idade muito avançada. Os parentes dela, então, tomaram conta de tudo, e para eles estes jogos de louça não tinha valor algum. Tudo foi jogado fora, e nem doado para uma entidade filantrópica. Imagino como ela teria ficada triste ver as coisas dela sendo tratadas daquela forma.

            Felizmente há posses que tanto o pobre quanto o rico pode adquirir. Uma delas é a salvação provida por Jesus Cristo e sua morte. Todos têm acesso livre, pois não custa nada a não ser humilhar-se e arrepender-se e logo tomar posse do maior e mais valioso que qualquer ser humano possa possuir. O mais maravilhoso é que apesar do seu valor inestimável, ninguém pode lhe retirar ou roubar. É algo particular, que você adquiriu com suas lágrimas e arrependimento. Todos precisam pagar o mesmo preço, mas venham a possuir o mesmo dom valioso.

            Junto com a salvação vem uma esperança, sim, uma esperança gloriosa. Não, não é uma esperança de um mundo melhor, de melhores rendimentos financeiros, de posses materiais que satisfaçam até que um novo modelo seja lançado no mercado. A esperança gloriosa é a de uma morada no além, isto é, além deste mundo triste, além deste vale de lágrimas, doenças, dores, desapontamentos, decepções e outras coisas tais.

            É tão fácil, no entanto, perder esta esperança, pois vivemos em um mundo onde se valoriza apenas o que é visível. Na passagem bíblica acima, o apóstolo Paulo explica tão claramente que o que se veem não tem grande valor, pois há de logo ser desvalorizado pela idade ou uso e desgaste e no final será destruído com o mundo que é destinado para o fogo eterno. Paulo, provavelmente encarando sua morte precoce que viria em breve viu que aquilo que não pode ser visto pelos olhos naturais, contudo pelos olhos espirituais é o que tem valor.

            Meu prezado leitor, em que você tem sua esperança. Espero que seja nas coisas invisíveis prometidas por Deus, pois aí está o valor real. Tome posse da vida eterna e da esperança gloriosa.

Philip D. Walmer