>
 

DispensaƧƵes

 

            Desde a criação do mundo Deus lidou com o homem, sua criação, de várias maneiras em épocas diferentes. Estes períodos de tempo indeterminados, variados em tempo corrido são conhecidos por estudantes da Palavra de Deus como "dispensações". Cada dispensação começava com uma promessa e devido à desobediência dos Seus súditos, sempre terminava com julgamento.

            A primeira dispensação era a de "inocência". Adão e Eva foram criados totalmente inocentes, e foi lhes dado o melhor da criação de Deus, tendo dominância sobre tudo na terra e também, dotados de vida eterna. Desobedeceram a Deus por comer a fruta proibida e foram julgados com a expulsão do paraíso, que para eles foi criado.

            A segunda dispensação era a de "consciência". Raiou um novo dia com promessas, no entanto, os homens preferiram se entregar às paixões carnais até que Deus resolveu destruir tudo, que fez por um dilúvio que cobriu o mundo inteiro. Somente escaparam oito almas... Noé, sua esposa, seus três filhos e as esposas deles. Assim, a segunda dispensação terminou em julgamento do homem pecaminoso.

            A terceira dispensação "governo humano" começou com uma promessa que o mundo jamais seria destruído por novo dilúvio. No entanto, esta geração desafiou a Deus, tentando levantar uma torre que alcançaria os céus. Novamente Deus, por ser santo e zeloso, não tolerando novo desafio por desobediência, julgou o mundo com a confusão de línguas que resultou por espalhar os povos por toda a terra então conhecida.

            Desta confusão saiu um homem que agradou a Deus, por intermédio do qual Deus iria constituir um povo que O honraria e O serviria fielmente conforme suas expectativas. Assim, Abrão foi chamado do meio de um povo idólatra para ser o progenitor de um povo de promessa. Mais uma vez uma nova dispensação se iniciou com promessas para Abrão que futuramente seria conhecido como Abraão. Esta quarta dispensação seria conhecida como a dispensação de "promessa". Esta dispensação também terminou com o julgamento de Deus, pois na terceira geração após Abraão já havia muito pecado e corrupção. Jacó e sua família acabaram detidos na terra do Egito; terra que em todas as Escrituras é um tipo do mundo. Esta nova geração que começou com uma promessa, acabou presa e escrava em uma terra estranha e para eles inóspita.

            Deus ouviu o choro e reclamações deste povo que era para ser exclusivo Dele e começou um longo e demorado processo para poder em fim libertá-lo da escravidão. Moisés, escolhido por Deus guiou este povo fora do Egito até o local ao pé do Monte Sinai. E onde ele recebeu a lei diretamente da boca de Deus, mandamentos que governariam este povo. Assim começou a quinta dispensação que era a da "lei". Apesar de ser uma lei severa, contendo tanto promessas gloriosas quanto promessas de juízo e castigo para os desobedientes, o homem de modo geral afastou-se de Deus para poder viver de acordo com suas concupiscências. Esta dispensação também terminou em julgamento quando os pecados do mundo inteiro foram postos sobre a pessoa de Jesus Cristo que morreu uma morte cruel, sofrendo a ignomínia de morrer como um criminoso comum.

Philip D. Walmer

Darei continuação no próximo devocional.