>
 

Conhe├žo...

Parte 1

            "Conheço as suas obras..." (Apocalipse 2:2, 2:19, 3:1, 3:8, 3:15)

            As palavras das cinco referências acima são importantes na vida de qualquer pessoa que tem por alvo a salvação de sua alma. Ao cumprirem-se todas as profecias acerca do fim dos tempos, todos: "... hão de prestar contas àquele que é competente para julgar vivos e mortos..." (I Pedro 4:5)

            Saiba que Deus realmente conhece suas obras, sejam boas ou más. Nada pode ser escondido Dele; e é Ele "... que sonda mente e corações..." (Apocalipse 2:23) Médicos enfiam micro câmeras em uma veia principal da perna e as levam até o coração para explorá-lo a fim de determinar se há algo que abala a saúde do paciente. Para Deus isto não é novidade, pois desde a criação do homem Ele tem conhecimento do íntimo do homem: "... conhecendo-lhes os pensamentos..." (Mateus 9:4)

Para a pessoa cujo coração está voltado para Deus, e procura incessantemente fazer a vontade Dele, não há medo de ter seus pensamentos e atos revelados. Ela anda de cabeça erguida e espírito tranquilo. Ela não teme de se colocar na presença do Senhor, por saber que anda de modo correto e de acordo com a Palavra de Deus. Jó se apresentava diante do Senhor (Jó 1:6) sem qualquer receio. De fato, nem Satanás tinha o que de lhe acusar. É necessário que conservássemos em mente que Deus conhece nossas obras. Assim seremos motivados para seguir o conselho de Gálatas 6:10: "Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé."

            A parte temerosa é que Deus conhece tão bem as más obras quanto às boas. É isto que muitas vezes provoca terror no coração dos desobedientes. Frequentemente pessoas não assistem aos cultos, ou não participam ativamente do louvor, pois como Davi, elas falam: "... eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mal perante os teus olhos, de maneira que será tido por justo no teu fala, e puro o teu julgar." (Salmos 51:3-4)

            Necessário é reconhecer a veracidade da Palavra de Deus quando declara: "nada há encoberto que não venha a ser revelado; nem oculto, que não venha a ser conhecido." (Mateus 10:26) Alguns inimigos de Jesus maquinavam maldade contra Ele e procuravam motivo de acusá-Lo, de falar mal da Lei ou do governo, chegaram para tentar enlaçá-Lo: "Jesus, porém, conhecendo-lhes a malícia..." (Mateus 22:18)

            Quando chegar diante do Senhor em oração, não há razão de se apresentar com sutilezas, pois esta fachada não engana a Deus. O melhor caminho é de: "Humilhai-vos na presença do Senhor..." (Tiago 4:10) Há grande lucro em logo confessar os pecados, pois: "... ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." (I João 1:9)

            Sim, Deus conhece suas obras, sejam más ou boas. Você também as conhece e sabe se precisa ou não as ajustar de acordo com a vontade Dele.

Philip D. Walmer

Pensamento do Dia: "É melhor estar preparado para uma oportunidade e não ter nenhuma, do que ter uma oportunidade e não estar preparado..."