>
 

Conhe├žo...

Parte 4

             "Tu conheces a minha afronta, a minha vergonha e o meu vexame; todos os meus adversários estão à tua vista. O opróbrio partiu-me o coração, e desfaleci; esperei por piedade, mas debalde; por consoladores, e não os achei. Por alimento me deram fel e na minha sede me deram a beber vinagre." (Salmos 69:19-21)

            Não são poucas vezes durante sua vida que sente afrontado, ultrajado ou desprezado, seja real ou não. Este sentimento é forte e provoca dentro do ser a vontade de revidar. Mas o crente guiado pelo Espírito Santo sabe que não deve agir assim, e não faz, sabendo que a Deus pertence a vingança e que Ele não aprovaria sua ação e seria obrigado retardar suas bênçãos, bem como as respostas às suas orações.

            O bom é que Deus tem conhecimento destes assaltos à sua pessoa, sua integridade e vida cristã. Estas coisas não passam despercebidas do conhecimento do Seu Pai Celestial. É necessário se lembrar que é filho Dele, e que Ele tem seu bem estar como prioridade. Crianças têm suas desavenças durante os anos de sua criação, e os pais terrestres procuram amenizar e resolver as questões que as provocaram. Da mesma forma Deus quer resolver as questões que ocorrem entre Seus filhos, isto é, seus companheiros de fé e culto a Deus.

            Lendo o texto acima é fácil entender que Davi estava muito estressado. A dor que sentia era forte. Ele estava ao ponto de desfalecer, isto é, desmaiar, por causa dos contantes assaltos contra sua pessoa. Ele achou que alguém, e especialmente Deus, o daria um pouco de piedade, mas reclama que foi debalde. Ah! Se alguém pudesse ao menos me servir de consolador, queixou, mas também esperou em vão.

            O pior ainda está por vir. Quando precisava alimento só recebeu fel. Pedindo algo para aplacar a sede, recebeu vinagre. Dá para sentir pena dele, todavia há vezes que você sente assim. Parece que todo mundo quer lhe bater, criticar, condenar, descobrir suas falhas e as anunciar ao mundo. Parece que existem aqueles que têm grande prazer em ver você sofrer, que ajuizam com aquela frase: bem feito para ele.

            Aí! Que dor! Um dia eu estava orando e tive a petulância de reclamar da minha sorte para Deus. Que absurdo, mas fiz! Mas, no meio das reclamações, ouvi a doce voz de Jesus expondo uma pergunta para mim: "E eu, onde é que eu fico em tudo isto?" Aí Ele começou me lembrar do que sofreu, sendo muito mais inocente que eu: "... carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados." ( I Pedro 2:24) Com isto perdi toda a suposta razão, e entendi que precisava esperar mais no Senhor. Ainda me lembrei: "Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores. ( Romanos 5:8)

            Ele conhece e está ligando! Confie!

Philip D. Walmer

Pensamento do Dia: Quando meus braços não podem alcançar pessoas que estão perto do meu coração eu sempre as abraços com minhas orações.