>
 

Gra├ža - 4

Número 4

 

            Como tenho escrito em devocionais anteriores e provado pelas Sagradas Escrituras, a graça de Deus não é e nunca foi licença para pecar ou continuar no pecado. Permita que eu ilustre isto pelas histórias de certos personagens cujas histórias a Palavra de Deus relata.

            Em Gênesis 6:8 podemos ler uma passagem muito significativa que ilustra que a graça de Deus existia muito antes da era do Novo Testamento: "Porém Noé achou graça diante do Senhor." A leitura de Gênesis 6:1-12 esclarece em poucas palavras as condições pecaminosas da era na qual Noé vivia. Torna-se claro que Noé não se misturava com os malfeitores dos seus dias, vivendo exclusivamente para agradar a Deus com uma vida piedosa. Por ter vivido desta maneira fez com que ele achou graça diante de Deus, que foi estendida para os demais membros da sua família, fazendo com que eles pudessem ser salvos da destruição do mundo da época. Entendemos que a mesma situação há de acontecer no final desta época, pois Deus há de arrebatar do mundo os que não se contaminam com a maldade, vaidade e pecados dos dias atuais. (Leia Mateus 24:38-39) O viver piedoso de Noé fez com que ele achou graça diante de Deus, e pela graça de Deus foi salvo da destruição.

            Abrão habitava na terra dos seus pais, num lugar dado à idolatria. O fato de Abrão chamar a atenção de Deus indica que ele levava uma vida piedosa no meio de uma podridão espiritual. De fato, parece que o pai de Abrão era quem fabricava ídolos para os moradores da terra. Agora observa com cuidado e atenção a esta história. Veja a ordem dada a Abrão: "Ora, disse o Senhor a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei..." (Gênesis 12:1) Deus mandou Abrão sair da casa do seu pai, no entanto, Abrão levou o pai junto, bem como uma porção de outros parentes. Eles foram até um lugar chamado Harã e lá estabeleceram residência. Porém, veio a voz de Deus novamente a Abrão, o ordenando para sair daquele lugar. Finalmente ele se separa da casa do seu pai e leva junto apenas um parente, Ló. Entretanto, no capítulo 13 de Gênesis Abrão se separa de Ló. É notável que somente a partir daquele momento é que Deus realmente começo cumprir as promessas feitas a ele. Meu amigo, você pode não entender por que Deus não cumpre mais das Suas promessas na sua vida. Pode ser porque você ainda não se desvinculou do mundo, seus pecados, malvadez, e obras não agradáveis a Deus?

            Em Gênesis 14:12-17, Abrão resgata Ló dos seus inimigos, mas Ló volta a morar naquelas cidades iníquas da planície. Finalmente o cálice da ira de Deus contra a maldade dos moradores daquelas cidades transborda e Deus determina a sua destruição. Por ser gracioso, Deus avisa Abraão que orou e pleiteou pelas vidas dos justos do lugar. No entanto, só foi achado Ló e sua família que foram tirados a força da cidade antes da sua destruição. Porém, a esposa de Ló olhou para trás em desobediência a ordem dos anjos do Senhor, lembrando e lamentando tudo que deixou e por punição se tornou em um pilar de sal, servindo de memorial para aqueles que amam mais o mundo do que a salvação que Deus proporciona. Sim, a graça de Deus separou e salvou do mundo de pecado e não permitiu que estes continuassem no estilo de vida anterior.

Philip D. Walmer