>
 

Agentes da Gra├ža

Se estudarmos a Palavra de Deus, nós notaremos que a história de Jesus mais memorável, é o Filho Pródigo, ela termina com uma cena de banquete, apresentando como seu herói alguém que sujou a reputação da família. Muitas pessoas são julgadas indesejáveis por todos os outros, assim como foi o filho pródigo, estes são infinitamente desejáveis a Deus, pois são eles que necessitam demais da misericórdia de Deus. Quando uma delas se volta para Deus, uma festa irrompe. "O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se." (Lucas 15:22-24)


No Antigo Testamento, as leis levíticas protegiam contra o contágio. Entre as coisas que contaminam uma pessoa fosse o contato com certos animais, carcaças, ou os doentes. Mas Jesus inverteu o processo. Ao invés de ser contaminado pelo que era imundo, Ele fez a todo imundo.


Sinto em Jesus um cumprimento, não uma abolição das leis do Antigo Testamento. Em Mateus 5:17 Jesus disse:  "Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir." Deus tinha santificado a criação, separando o sagrado do profano, o puro do impuro. Jesus não cancelou este princípio de santificação, mas sim Ele mudou a sua fonte.


Devido à grande graça de Deus, podemos ser agentes de Sua santidade, pois Ele agora habita dentro de nós. Podemos buscar, como Jesus fez, maneiras de ser uma fonte de santidade. Os doentes e os aleijados não são focos de contaminação, mas os potenciais reservatórios da misericórdia de Deus. Somos chamados para estender essa misericórdia, para sermos transmissores de graça, não evitar o contágio. Como Jesus, nós podemos ajudar a limpar o "impuro". - Philip Yancey


Pensamento do Dia: Ninguém está fora do alcance da graça de Deus.