>
 

Atitude Na Hora de PerseguiƧƵes

 

            Logo depois do Dia de Pentecostes no primeiro século da Igreja, iniciou-se uma grande perseguição dos seguidores de Jesus Cristo. Esta perseguição resultou no encarceramento de muitos cristãos, a morte de muitos outros. Esta perseguição intensificou-se ao longo da existência do Império Romano. O número de mortos pela fé em Jesus Cristo é desconhecido pelos homens. Somente Deus tem recordação destes fieis e guarda o galardão deles.

            Não cabe na mente humana que não sofreu estas terríveis perseguições a profundidade do sofrimento, da dor, da perda de familiares, da fome, da sede, da nudez e tudo mais que eles sofreram por não retroceder na sua fé. Poucos em tempos modernos têm sofrido tanto quanto estes cristãos do primeiro século. Por enquanto, na maioria das nações do mundo, existem leis contra perseguições desta natureza. No entanto, há sinais de grandes mudanças; novas ideias, novas leis, e ideologias antigas que estão levantando suas cabeças contra a fé em Cristo Jesus. Na realidade ninguém sabe o que futuro tem para aqueles que abraçaram a fé cristã. Há novas perseguições no horizonte para aqueles que confiam que sua salvação é unicamente no Senhor Jesus? Ninguém sabe. No entanto, cabe a cada um fortalecer sua fé, firmar sua crença que a salvação pode ser alcançada somente por ser fiel ao Único Salvador do ser humano e por oração e leitura da Palavra de Deus para chegar a uma convicção que não importa o que é necessário sofrer pela salvação em Cristo Jesus que e Sua graça sempre será o suficiente para sustentá-lo durante tal experiência sofredora.

            O apóstolo Paulo sabia muito bem o que era sofrer pelo Senhor. De fato, ele foi advertido antes de abraçar seu ministério que sofreria muito por ser portador desta mensagem. Apesar disto, ele abraçou a tarefa de levar o evangelho adiante para nação após nação. Em quase todas elas ele foi perseguido e sofreu.

            Por volta de 30 a 35 anos depois do Dia de Pentecostes e a formação da Igreja pelo próprio Deus, Paulo, vendo o sofrimento dos irmãos na cidade e igreja de Tessalônica, escreveu algumas instruções para os que estavam sofrendo. Veja a passagem abaixo:

          "Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos. Evitai que alguém retribua a outrem mal por mal; pelo contrário, segui sempre o bem entre vós e para com todos. Regozijai-vos sempre. Orai sem cessar. Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. Não apagueis o Espírito. Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é boa abstende-vos de toda forma de mal." (I Tessalonicenses 5:14-22)

          Anote pontos muito importantes: Não se vinga, consola os fracos na fé, faça sempre o bem, seja longânimo com todos, não deixa de orar, não esquece de agradecer a Deus, não despreza pregações da Palavra (profecias), toma muito cuidado naquilo que abraça como doutrina, retem tudo que é bom e não pratica qualquer forma de maldade. Fazendo assim estará pronto para enfrentar o que poderia porventura vem contra a Igreja e você pessoalmente.

Philip D. Walmer